Há dois anos que o projeto de óculos inteligentes, o Google tinha ficado em suspenso. O gigante da Internet fechou o que eles denominaram “fase experimental” e os Glass, aqueles chamativos lentes, deixaram de ser oferecidos.

Agora, o Google anunciou que os óculos se reinventam como um produto para empresas e não para o público de massa. Por isso, alteraram o nome a Glass Enterprise Edition, e estarão focados no trabalho de empresas ou corporações, para poder ajudar em tarefas específicas. Como alguns exemplos? Para o Google, podem utilizar profissionais de saúde, para tirar fotos ou pesquisar informação; ou mecânicos, que substituirão manuais de milhares de páginas por lentes que levarão acima.

 

Jay Kothari, líder do projeto, explicou em um post em um blog que agora descobriram o potencial que tinham estas lentes inteligentes: não estavam voltados para os amantes das tecnologias, mas os usuários que executam tarefas específicas e especializadas.

As novas características

Embora mantenha a essência do modelo de 2013, os Google Glass “empresariais” receberam uma lavada de cara. Ou melhor dito de telescópio. Agora, graças à parceria com a Luxottica, são lentes mais parecidos com os que usam as pessoas e não a algo tirado de um filme de ficção científica.

 

A câmara aumentou a definição, permitindo tirar fotos de 5 MEGAPIXELS e gravar vídeos em 720p. Também melhorou a autonomia, com uma bateria de maior duração, e a carga é feito através de uma conexão com um ímã na base, que evita ter que ficar conectando e desconectando um cabo.

E a privacidade? Também foi tida em conta: agora, as lentes incluem uma luz na frente que indica se estão filmando ou tirando fotos.

Origem: tn.com.ar