O empreendedor Elon Musk, CEO da empresa de tecnologia espacial Space X, anunciou através de sua conta de Instagram que o foguete Falcon Heavy terá seu primeiro voo de teste em novembro, o que procura ser o primeiro passo do programa ambicioso que tenta colocar o homem na superfície de Marte na próxima década.

A empresa de tecnologia aeroespacial vem trabalhando com sucesso com o modelo Falcon 9, o primeiro foguete reutilizável, que após ser lançada, é capaz de voltar para a atmosfera terrestre e pousar para ser usado posteriormente.

Este irmão mais velho estaria composto por três núcleos de Falcon 9 e seria capaz de transportar cerca de 63.500 toneladas de peso para a órbita terrestre inferior, o que o torna um dos foguetes mais potentes da história.

Para esta primeira viagem, o objetivo seria recuperar dois dos três núcleos do navio, embora Musk advertiu que a máquina de mais de 70 metros de altura pode explodir durante a decolagem.

Se o lançamento for realizado com sucesso, em um ponto os reatores laterais desprenderían para voltar para a Terra e aterrar na base de Cabo Canaveral, na Flórida.

Em relação ao tamanho do navio, o Falcon Heavy não atingiria o tamanho do Saturn V, o foguete da missão Apollo, que media mais de 110 metros de altura.

No entanto, o caminho para Marte ainda gera incertezas que se relacionam, principalmente, com os seis anos que durou a viagem nas condições atuais.

Especialistas propõem a construção de uma base e uma plataforma de decolagem a partir da Lua, onde a gravidade e a ausência de atmosfera posibilitarían lançamentos menos caros do que os atuais.

 

Origem: tn.com.ar