O navio Yara Birkeland, de origem norueguesa, será o primeiro porta contentores totalmente elétrico e independente do mundo: não terá tripulantes. Além dessa vantagem, também é ecológico, não emite partículas poluentes.

Mas a tecnologia tem um custo: fabrica-lo sairá de us $ 25 milhões, 300% a mais do que uma nave tradicional de características semelhantes. E o tamanho, por agora, também bastante cara. Este navio pode carregar um total de 100 ou 150 contêineres como máximo. O navio de carga, a maior do mundo pode levar… ¡80 mil!

A vantagem, é claro, passa pelos custos operacionais, que serão reduzidos em 90%. Embora possa viajar sem os humanos a bordo, esta nave levaria três tripulantes, frente aos 25 que precisa de um navio normal.

A primeira prova do navio será realizado em 2018, partindo do porto de Larvik, nos fiordes noruegueses. Sua primeira carga serão fertilizantes.

Para desenvolver de forma autónoma, o Birkeland terá muitas câmeras e radares de trânsito, que permitirá que detecte obstáculos, ou que choque contra outras embarcações ou até a costa. O sistema de navegação automático guiá-lo-á ao seu destino, regulando a velocidade e direção.

Origem: tn.com.ar