Faz tempo que o WhatsApp necessita de resolver um grave problema: gerar receita. O mensageiro, de propriedade do Facebook, já tem mil milhões de utilizadores diários, mas poucas formas de alcançar prata. Será que a nova idéia? WhatsApp corporativo.

A versão para empresas é chamado WhatsApp Business. Os estabelecimentos ou empresas que implementem podem incluir seu nome, endereço, e-mail de contato e descrição. A ideia é que não seja um meio para spamear para os clientes, mas para dar informações úteis e oferecer um canal de contato.

Isso não seria de graça: as empresas que queiram utilizar o serviço devem pagar. Conta, além disso, terá um til que indica que é verificada pelo WhatsApp. Como o que usam o Instagram, Facebook ou Twitter.

Ponto-chave: o WhatsApp informou que, em caso de mau uso, os usuários podem bloquear ou denunciar a uma conta por fazer spam, mesmo que seja de um canal corporativo. Se uma empresa tem o nosso contato e nos incomoda, é muito fácil deixar de receber suas mensagens.

WhatsApp Business funciona em Android, iOS e Windows Phone. As mensagens enviadas a partir daí podem ser criados a partir de modelos pré-estabelecidos. Até podem ter ações atribuídas, como comunicar-se com um chamado se o usuário quisesse. Além disso, teria incorporado um tradutor em tempo real.

Ainda não há data confirmada de implantação, mas espera-se que chegue no curto prazo.

 

Origem: tn.com.ar